Despertando sonâmbulos

Há uma mística nos encontros e nos desencontros. Desaconselho semelhanças. A antítese de um é o sinal inverso do outro, matemático, lógico e perfeito. Enxergar hipóteses, elucubrar matérias e definir parâmetros enchem a fluidez de desvios. O som é perpetuado numa acústica perfeita quando há refratários, mas a imaginação rechaça interrupções. Esvai-se como uma criança que foge risonha, ou um sonho que deixa rastros de nuvens quando se tenta lembrá-lo ao amanhecer. Um dia, assustado por tropeçar numa pedra, sonâmbulo, desperta numa noite fria, escura e real. Shhhhhh… cuidado! É perigoso despertar quem anda dormindo, mais para quem o desperta do que para o despertado. Esse, por vezes, recobra a vigília cheio de ideias para dormir outra vez ao lado de leões e ovelhas doces.

Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s